Pneus e Rodas na Vistoria GNV

Nesta postagem serão abordados temas referentes aos requisitos contemplados na ABNT NBR 14040 parte 09, os quais são verificados e inspecionados na Vistoria GNV.
Esse assunto é alvo de inúmeras críticas e insatisfações por parte de clientes, vale lembrar que defeitos relativos a rodas e pneus são classificados, no mínimo, como GRAVES e por isso devem ser tratados com o máximo de seriedade.

O que se verifica na inspeção?

Na inspeção veicular e Vistoria GNV são verificados os seguintes itens:

a) Marcações de conformidade nos pneus;

b) Desgaste da banda de rodagem;

c) Tamanho dos pneus;

d) Simetria dos pneus e rodas;

e) Estado de conservação dos pneus;

f) Estado de conservação e fixação das rodas ou aros desmontáveis.

Por que se verificam esses itens?

A garantia de que estes itens estão em conformidade com a norma, permite assegurar o que veículo terá estabilidade e oferecerá segurança quando for necessário realizar uma freada emergencial, veja abaixo a explicação para itens inspecionados.

As informações técnicas dos pneus vêm gravadas no flanco. Informações como tamanho, tipo de terreno, data de fabricação, certificação no Inmetro, bem como o tamanho, tipo etc. estão gravadas no pneu, portanto as marcações em boas condições permitem a identificação precisa destes itens garantindo pneus adequados ao tipo de veículo.

Outro ponto muito importante é a verificação do desgaste dos pneus. É uma verificação visual e instrumentalizada a qual permite, de forma eficaz, mensurar o quanto está a profundidade do sulco da banda de rodagem dos pneus.

O tamanho, tipo dos pneus e simetria

A norma é bem específica em relação a este tópico. Os pneus e rodas precisam ser iguais, pelo menos, no mesmo eixo. Os desenhos da banda de rodagem oferecem comportamentos diferentes durante a frenagem e em alto desempenho. Já a largura dos pneus pode gerar perda de controle da direção, pois há excesso de atrito o que pode fazer com que veículo tombe. Em relação a este tópico vale salientar que o ponto ótimo de utilização dos veículos encontra-se discriminado no manual do fabricante.

 

Estado de conservação dos pneus e rodas

É verificado se há qualquer anomalia dos pneus como a presença de bolhas, separação da banda de rodagem, deterioração, cortes ou quebra que possam expor a cinta têxtil ou metálica dos pneus. Já nas rodas é verificado se há falta de algum elemento de fixação, amassamento que comprometa a fixação ou perda de ar, existência de trincas, rodas recuperadas ou com soldas, empenamento acentuado e corrosão acentuada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Suporte